Página Inicial » Pesquisa » Projetos de Pesquisa EAD

Projetos de Pesquisa EAD

  • ESTUDO SOBRE A EVASÃO DE ALUNOS NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA
    Profª Ms. Simone Soares Echeveste
    simone.eche@yahoo.com.br

    RESUMO:
    A modalidade de Educação a Distância vem crescendo cada vez mais nos últimos anos. A procura por cursos superiores EAD de diferentes áreas e o crescente número das matrículas nas instituições de ensino reforçam as previsões de que o avanço da tecnologia mudaria o panorama da educação superior agregando uma nova forma de ensinar e de aprender.
    Vários estudos estão sendo desenvolvidos com o objetivo de identificar novas metodologias e novas abordagens dos conteúdos através dos ambientes virtuais e das ferramentas disponíveis, bem como estudos relacionados ao perfil do aluno EAD, suas motivações e seus interesses.
    Um dos temas que emerge dessa nova corrente de investigação refere-se ao sucesso ou não dos alunos em seus cursos superiores. Assim como nos cursos de graduação presenciais, observam-se em cursos EAD elevados números de evasão, fato este que preocupa os gestores e se configura como um importante foco de investigação. Para FAVERO (2006), evasão representa a desistência do curso, considerando, inclusive, alunos que se matricularam, mas nunca interagiram na plataforma com seus colegas e/ou tutores e professores.
    Nesse contexto, a presente pesquisa tem como objetivo investigar os principais fatores relacionados à desistência de alunos da EAD em cursos ofertados pela Ulbra, identificando a relação dessa evasão com variáveis sócio-demográficas/geográficas. A presente pesquisa será quantitativa e será investigado o tempo de permanência dos alunos matriculados na EAD em seus cursos e as variáveis com associação significativa a este tempo que possam estar relacionadas ao desfecho da evasão. Os resultados serão analisados através de estatísticas descritivas, testes estatísticos de associação e da ferramenta estatística Análise de Sobrevivência.
  • DIAGNÓSTICO DO ESPAÇO GEOGRÁFICO METROPOLITANO E SEUS CONDICIONANTES PARA O DESENVOLVIMENTO SOCIOAMBIENTAL.
    Professores Participantes: Rafael Lacerda Martins, Jussara Pinheiro Sommer, Heloisa Gaudie Ley Lindau, Orlando Albani de Carvalho
    geografia.canoas@ulbra.br

    RESUMO:
    Este projeto tem como finalidade confeccionar um atlas das regiões metropolitanas brasileiras com o intuito de analisar os aspectos infraestruturais, populacionais, econômicos e das condições de vida dessa região a fim de compreender as inter-relações entre os elementos da paisagem e os fluxos socioeconômicos e de promover o desenvolvimento das regiões metropolitanas.
    O tema -- dinâmica espacial das regiões metropolitanas e seus desafios para o desenvolvimento socioambiental -- surgiu da necessidade de conhecer a nova geografia das regiões metropolitanas e de representá-la, cartograficamente, para, assim, promover uma análise dos aspectos infraestruturais, populacionais, econômicos e das condições de vida dessa região.
    Este projeto pretende retratar a nova "natureza" territorial desse espaço em suas múltiplas categorias e desigualdades a fim de buscar caminhos para solucionar problemas. Fatos e relações relevantes estão sendo escolhidos nos objetivos para caracterizar a formação sócio-espacial, mostrando o movimento do espaço regional como um todo.
  • HISTÓRIA DE VIDA E AUTOFORMAÇÃO: OS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO BÁSICA E AS NARRATIVAS.
    Dr. Rodrigo Lemos Simões
    historia.canoas@ulbra.br

    RESUMO:
    O projeto História de vida e autoformação: os profissionais da educação básica e as narrativas de si faz parte da proposta de fomento à extensão-pesquisa-ensino do curso de História, estando alinhado ao Grupo de Pesquisa Patrimônio Cultural e Identidades. O projeto tem como objetivo conhecer as narrativas de vida e autoformação de professoras e professores da educação básica das redes públicas de ensino a partir da abordagem conhecida como história de vida, inserindo os acadêmicos das diversas licenciaturas no universo escolar pelo viés da pesquisa, possibilitando a inserção destes em um ambiente rico em trocas e aprendizados. A necessidade de se constituir profissionalmente como docente e pesquisador, associando à sua prática o entendimento e a reflexão crítica das circunstâncias sociais, econômicas, políticas e culturais sob a qual está inserida a escola e o professorado, são algumas das questões que permeiam a profissão docente e a formação para a docência na atualidade. Pesquisas sobre histórias de vida de professores abrem espaço ao pensar a si em direção à autoformação, possibilitando um redimensionamento das experiências pessoais e profissionais. Para os acadêmicos, trata-se da oportunidade de conhecer as experiências e histórias dos docentes e, a partir disso, pensarem a si mesmos como futuros professores. Participam do projeto estudantes das diversas licenciaturas, desenvolvendo entrevistas com professores das redes públicas de ensino. O projeto vincula-se aos componentes curriculares de formação pessoal e profissional das diversas licenciaturas, e espera-se que, com o seu desenvolvimento, se consiga avançar na direção da revalorização da profissão docente, chamando a atenção para a dimensão pessoal na autoformação do professorado.
  • INDICAÇÃO DE VULNERABILIDADE NA QUALIDADE DE VIDA E SAÚDE DE ALUNOS DA EAD A PARTIR DE INDICADORES SOCIOAMBIENTAIS
    Professores Participantes: Rafael Lacerda Martins, Jussara Pinheiro Sommer
    japsommer@sinos.net

    RESUMO:
    O avanço da urbanização sobre o meio natural, de maneira desordenada e segregada, tem sido não só um fator gerador de problemas ambientais, como também um produtor de descompassos sociais, envolvendo pobreza, risco e vulnerabilidade em suas diversas faces. A investigação sobre saúde, atualmente, tem buscado novas proposições de trabalho, apontando para os riscos associados com a estrutura social e ecológica de vizinhança, indicando possíveis intervenções inovadoras no nível da comunidade. Nesse sentido, conhecer o indivíduo e a comunidade onde está inserido permite identificar possíveis condições de vulnerabilidade e exposição a doenças. A vulnerabilidade corresponde a um conceito complexo, sob o qual advêm dimensões sociais, econômicas, políticas e culturais, cuja definição tem sido abordada também em perspectivas epistemológicas muito diversas na ecologia política, ecologia humana, ciências físicas e análise espacial. O uso de programas computacionais estatísticos independentes ou associados a Sistemas de Informação Geográfica (SIG) para estudos de vulnerabilidade possibilita a integração de elementos ambientais, como uso e ocupação do solo, cobertura vegetal, clima, proximidade de corpos hídricos e também os sociais, como escolaridade, tipo de moradia, acesso a saneamento básico, etnia, gênero, renda. Essa integração de dados tem sido utilizada para analisar a distribuição espacial de doenças e a vulnerabilidade socioambiental de populações. O projeto propõe uma investigação para conhecer o perfil socioeconômico associado às condições ambientais e de saúde dos acadêmicos dos cursos em EAD da Ulbra, visando operacionalizar metodologicamente os conceitos de vulnerabilidade socioambiental e da saúde.

Educação a Distância (EAD) - Av. Farroupilha, 8001 · Prédio 11, 2º andar, corredor central · Bairro São José · Canoas/RS · CEP 92425-900
Telefone: 0800.051.4131 · E-mail: