Página Inicial » Extensão » Projetos Comunitários » Dando Asas: A Psicologia no Atendimento a Pessoas com Deficiências

Dando Asas: A Psicologia no Atendimento a Pessoas com Deficiências

O objetivo do projeto é proporcionar atendimento psicológico a crianças carentes com patologias diversas, especialmente relacionadas a transtornos de desenvolvimento, diminuindo o número de casos de crianças em fila de espera para atendimento psicológico na cidade de Itumbiara-GO. O público-alvo na comunidade serão as crianças em atendimento no Núcleo de Atendimento ao Paciente Especial em Odontologia (Napeo), que estão na fila de espera para atendimento psicológico. Serão realizados atendimentos grupais e individuais com as crianças (dependendo do diagnóstico de cada criança).

Os atendimentos serão quinzenais e ocorrerão em dia e horário estabelecidos pela equipe multidisciplinar do Napeo, com duração de uma hora para atendimentos individuais e uma hora e trinta minutos para atendimentos em grupo. Cada grupo será conduzido por dois alunos de Psicologia. O atendimento individual será conduzido por um aluno. Os alunos passarão por supervisão quinzenal com as professoras da Instituição de Ensino responsáveis pelo projeto. A partir do desenvolvimento do projeto, espera-se, como resultados qualitativos, o auxílio das crianças, no sentido de ajudá-las na aquisição de um repertório mais funcional, diminuindo, assim, os vários distúrbios de conduta. Proporcionar às crianças e seus familiares uma vida mais digna, mais amena e proveitosa, considerando todos os desafios apresentados pela doença.

Como resultados quantitativos, espera-se atingir por meio do projeto de 20 a 25 famílias, diminuindo, assim, o número de pessoas em lista de espera para atendimento psicológico. Academicamente, os alunos do curso de Psicologia envolvidos no projeto terão a oportunidade de desenvolver suas habilidades e competências no contato com a comunidade, alvo na comunidade serão as crianças em atendimento no Núcleo de Atendimento ao Paciente Especial em Odontologia (Napeo), que estão na fila de espera para atendimento psicológico. Serão realizados atendimentos grupais e individuais com as crianças (dependendo do diagnóstico de cada criança).

Os atendimentos serão quinzenais e ocorrerão em dia e horário estabelecidos pela equipe multidisciplinar do Napeo, com duração de uma hora para atendimentos individuais e uma hora e trinta minutos para atendimentos em grupo. Cada grupo será conduzido por dois alunos de Psicologia.

O atendimento individual será conduzido por um aluno. Os alunos passarão por supervisão quinzenal com as professoras da Instituição de Ensino responsáveis pelo projeto. A partir do desenvolvimento do projeto, espera-se, como resultados qualitativos, o auxílio das crianças, no sentido de ajudá-las na aquisição de um repertório mais funcional, diminuindo, assim, os vários distúrbios de conduta. Proporcionar às crianças e seus familiares uma vida mais digna, mais amena e proveitosa, considerando todos os desafios apresentados pela doença. Como resultados quantitativos, espera-se atingir por meio do projeto de 20 a 25 famílias, diminuindo, assim, o número de pessoas em lista de espera para atendimento psicológico.

Academicamente, os alunos do curso de Psicologia envolvidos no projeto terão a oportunidade de desenvolver suas habilidades e competências no contato com a comunidade, podendo analisar o campo de atuação profissional e seus desafios contemporâneos, bem como a atuação em processos psicossociais e de promoção da qualidade de vida. Poderão também atuar em campo multiprofissional, desenvolvendo habilidades de articulação em equipe interdisciplinar.

ILES/ULBRA Itumbiara - Av. Beira Rio, 1001 Bairro Nova Aurora · CEP 75.522-330 · Itumbiara/GO
Telefone: (64) 3433.6500 · Fax: (64) 3433.6515 · E-mail: