Ação comunitária integrada 17/11/2022 14:19

Ulbra promove diálogo sobre cultura e identidade brasileira

Ação intercultural afro-brasileira e indígena será de 21 a 25/11/22

A Universidade Luterana do Brasil (Ulbra), como uma comunidade de aprendizagem, se propõe a discutir, pensar e promover o diálogo entre as culturas formadoras da identidade brasileira. Neste mês, no qual comemora-se o Dia Nacional da Consciência Negra (20/11), será intensificada, de 21 a 25 de novembro de 2022, a Ação Comunitária Integrada Identidade Afro-brasileira e Indígena e Diálogo Intercultural, envolvendo todas as 12 unidades da Instituição no Brasil.

"Em uma sociedade racista, não basta não ser racista, devemos ser antirracistas." É com essa frase de Angela Davis que a Ulbra convida todos a refletir, enfatiza o coordenador do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas (Neabi), professor Diego Willian Nascimento Machado. "Durante o ano, em momento de pandemia, as notícias, fatos e manifestações de racismo, de discriminação nas mais diversas formas e de violência contra negros, afrodescendentes, indígenas e outras etnias foram alarmantes", explica o coordenador.

ATITUDES

"Será que ao segregarmos estamos contribuindo para um mundo melhor? Será que conhecendo as origens, as culturas, as crenças desses grupos podemos também repensar nossas atitudes e assim promover a conciliação e o viver democrático?", questiona o professor. Segundo ele, as atividades vinculadas ao Neabi têm como finalidade a missão de fomentar e articular o desenvolvimento da extensão, pesquisa e ensino, no que se refere à história e à cultura afro-brasileira e indígena, bem como das questões relacionadas à diversidade e aos direitos humanos.

A Ulbra promove debates que são importantes para a sociedade em geral como forma de reconhecer a importância desses povos na formação cultural brasileira, desmistificando conceitos e preconceitos carregados por décadas, acrescenta Machado. A universidade no Rio Grande do Sul, em conjunto com o Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas, contribui para a formação dos acadêmicos, nos mais diversos cursos, aprimorando conhecimentos, habilidades e atitudes nos estudos relacionados à diversidade étnica.

CONFIRA TODA A PROGRAMAÇÃO -- CLIQUE AQUI

 Marcelo Miranda
Jornalista -- MTb. 6824

 

 

Fale conosco