Blitz do Coração

As profundas e relevantes mudanças socioeconômicas, demográficas, tecnológicas e epidemiológicas observadas ao longo dos últimos 60 anos produziram alterações significativas na vida individual e comunitária das populações dos países desenvolvidos e em desenvolvimento. O processo de transformação da sociedade é também um processo de transformação da saúde e dos problemas sanitários, exigindo da população maiores cuidados com a vida e com a exposição às doenças da era contemporânea, notadamente as de caráter crônico-degenerativas, associadas, em geral, ao estilo de vida individual e aos hábitos sociais.

Objetivos: Promover e desenvolver intervenções/ações que propiciem a melhora da qualidade de vida da população adulta, a redução de agravos e danos decorrentes das doenças não transmissíveis (DNT) que favoreçam a redução do consumo de medicamentos, e na promoção da saúde por meio de mudanças no estilo de vida, hábitos sociais e práticas corporais. O projeto também se destina a complementar conteúdos ministrados em algumas disciplinas que compõem o currículo do curso de graduação de Educação Física. Método: Desenvolvido uma vez por semestre.

Atende, em média, 100 indivíduos da comunidade. O projeto é desenvolvido em diferentes espaços comunitários (associações, colônia de pescadores, escolas/EJA, centros comunitários, entre outros). Todo inicio de semestre procede das seguintes etapas: apresentação do projeto; formação dos grupos de alunos; diagnóstico inicial dos indivíduos/população através de avaliações clínica e antropométrica e funcional; cada indivíduo responderá um questionário descritivo exploratório e participará das aferições da pressão arterial sistólica, diastólica e frequência cardíaca de repouso; serão medidas a estatura, massa corporal e circunferência do abdômen; e definição das intervenções/ações na comunidade (workshop, palestra, atividade educativa, atividades corporais, entre outras).

A Avaliação dos resultados acadêmicos se dará através de: registros em um diário individual; participação em todas as etapas de desenvolvimento e intervenções; interpretar os resultados através de análises estatísticas (coleta, tabulação e tratamento estatístico dos dados coletados); obter a participação da comunidade (adesão dos sujeitos beneficiados pelo projeto); relatório final (o aluno deverá documentar as vivências e experiências em todas as etapas do projeto - fotos, vídeos, textos de divulgação em jornais e mídias sociais, entre outros). Resultados: Espera-se que esta proposição contribua para a formação de recursos humanos e profissionais especializados e ampliar ainda o recente campo de pesquisa na área de Exercício Físico e Saúde, assim como complementar os conteúdos ministrados em algumas disciplinas que compõem os currículos dos cursos de graduação em Educação Física licenciatura e bacharelado.

ULBRA Torres - Rua Universitária,1900 · Parque do Balonismo · CEP 95.560-000 · Torres/RS
Telefone: (51) 3626 2000 · E-mail: