Página Inicial » Extensão » Projetos Comunitários » Prevenção das Mordidas Cruzadas em Escolares do Ensino Público das Escolas do Litoral Norte

Prevenção das Mordidas Cruzadas em Escolares do Ensino Público das Escolas do Litoral Norte

As mordidas cruzadas são alterações vestíbulo-linguais dos dentes em seus arcos dentários e têm seu prognóstico definido por sua etiologia dentária, esquelética ou funcional. O diagnóstico precoce e correto é de fundamental importância para se estabelecer seu tratamento e evitar possíveis sequelas estéticas e/ou funcionais irreversíveis decorrentes deste tipo de maloclusão. O tratamento da mordida cruzada previne o desgaste precoce dos dentes, fraturas dentárias, risco de recessão gengival pelo trauma da mastigação, distúrbios da articulação temporomandibular e possíveis assimetrias faciais. O projeto tem como objetivo comunitário reduzir a incidência desta maloclusão e, desta forma, alterar a prevalência das mordidas cruzadas e suas consequências.

O mesmo projeto está dividido em quatro etapas, sendo a primeira a de detecção das mordidas cruzadas nos escolares. A segunda é a educativa, que informa sobre seus fatores etiológicos, suas consequências e como tratá-las e preveni-las. A terceira e quarta etapas são as terapêuticas.

O público-alvo são crianças das escolas públicas de Torres, com idade de 5 a 10 anos, de quatro escolas públicas. Em 2017, também foram realizados levantamentos no município próximo de Tramandaí, onde a incidência foi maior que em Torres. Os exames são realizados por alunos do curso de Odontologia, sob supervisão dos professores, em horários previamente organizados com a direção de cada escola. Foram realizadas palestras educativas aos pais e professores de cada escola, em horários de final de turno, quanto aos fatores etiológicos das mordidas cruzadas, como sucção não nutritiva e respiração bucal.

As fases terapêuticas são realizadas na Clínica de Odontologia da Ulbra Torres, sempre das 17h30min às 19h, nas quintas-feiras. Esses tratamentos são destinados às crianças com mordida cruzada detectada no exame inicial, buscando habilitação da saúde bucal (clínica) e tratamento ortodôntico interceptativo para correção dessa mordida exclusivamente. A fase terapêutica corretiva é destinada àqueles casos onde há necessidade de tratamento com aparatologia fixa (bráquetes), realizada por profissionais, ex-alunos, especialistas em ortodontia e voluntários ao trabalho comunitário, inscritos no projeto.

O projeto já beneficiou quatro escolas públicas de Torres, realizando aproximadamente 500 exames, detectando e tratando 150 pacientes com mordidas cruzadas, ou seja, 30% do público-alvo examinado. Foram realizadas oito palestras, duas em cada escola, para aproximadamente 400 pessoas. A relevância social e acadêmica do projeto, tem em vista que as maloclusões são consideradas pela Organização Mundial de Saúde com sendo o terceiro maior problema de saúde bucal, nas questões de pública. As mordidas cruzadas são um tipo de maloclusão, de alta prevalência, onde o diagnóstico precoce e o tratamento podem ajudar no prognóstico de severas assimetrias faciais, alterando a realidade local e controlando um problema que assola a comunidade.

A execução do projeto proporciona aos discentes do curso de Odontologia o aprimoramento dos conhecimentos e técnicas relativas à especialidade de Ortodontia, promovendo a aproximação com a comunidade e de seus problemas, reforçando a atitude profissional humanista a qual deve estar continuamente inserido o cirurgião dentista.

ULBRA Torres - Rua Universitária,1900 · Parque do Balonismo · CEP 95.560-000 · Torres/RS
Telefone: (51) 3626 2000 · E-mail: